Todos os lados que qualquer amor tem de ter!

Quase todos nós desejamos encontrar um grande amor, que nos aqueça por dentro e que nos faça viajar até ao melhor de nós próprios - sim porque todos nos tornamos melhores versões de nós próprios quando descobrimos o amor e quando o conseguimos viver de forma livre e fluída.


Assim, quando pensamos num grande amor nunca nos devemos distanciar de tudo aquilo que um grande amor deve ser e um grande amor nunca se pode esquecer de:


  • Entusiasmo - um grande amor faz-nos sempre sentir ‘borboletas na barriga’, faz-nos acreditar que somos mais fortes juntos, que podemos fazer conquistas e que, no limite, somos invencíveis.


  • Compreensão - um grande amor faz-nos sentir permanentemente ‘em casa’, faz-nos ter a ideia que somos ouvidos e compreendidos por dentro e por fora em todas as nossas dimensões sejam elas repletas de alegrias ou de medos.


  • Intensidade - um grande amor implica intensidade de relação, implica sintonização física e emocional e implica que o sintamos de forma clara. Quando é um grande amor, sabemos que o é quase sem precisarmos de o questionar, apenas pela intensidade com que o sentimos.


  • Liberdade - um grande amor é sempre livre e só existe em liberdade. É quando não temos necessidade de ‘prender’ o outro à relação, que temos a certeza que estamos perante um grande amor. Assim, se é amor, sabemos que podemos deixar ir, porque no limite retornará sempre até nós.


Assim, um grande amor pode ser tudo aquilo que quisermos, mas deve sempre fazer-nos crescer e deve elevar-nos a nós e a quem está em relação connosco. Nunca nos esqueçamos que é com amor e pelo amor que nos movemos e que mais facilmente nos tornamos mais felizes e mais capazes.


#escoladosentir

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo