top of page

O que esconde a desobediência do teu filho?

As crianças estão a descobrir-se a si próprias, às relações e ao mundo, tudo isso é uma tarefa desafiante e, como não podia deixar de ser, por vezes, implica desobediência, frustração e mal-estar. Se esta desobediência for pontual e balizada por períodos frequentes de equilíbrio, estamos perante aquilo que é expectável no crescimento de uma criança.


No entanto, muitas vezes, a desobediência acaba por escalar e passar a ser o modo de estar principal de uma criança, seja porque não cumpre com as suas tarefas, seja porque se torna insolente, violenta, ou simplesmente, porque está sempre do contra.


Quando este é o modo de estar mais frequente da criança devemos estar atentos, porque estamos perante uma criança que está a pedir ajuda, que emocionalmente não encontra o equilíbrio de que precisa para todas as exigências de ser criança e do seu desenvolvimento.


Nestas circunstâncias, nunca nos devemos esquecer que uma criança desobediente esconde dentro de si dificuldade em lidar com as suas emoções - dificuldade em identificar, em expressar ou em gerir o que sente - e, por norma, esta dificuldade surge de braço dado com uma grande insegurança interna e com uma grande dificuldade em gerir a sua agressividade.


As crianças desafiam os Pais como forma de lhes pedirem ajuda. Não nos podemos esquecer que, muitas vezes, as crianças não têm maturidade verbal, cognitiva e emocional para se expressarem e, por isso, expressam-se através das suas ações. Ao invés de expressarem as suas necessidades, agem como forma de serem ouvidas e acolhidas.


De forma simples, as crianças comunicam com o corpo todo e com tudo aquilo que são e fazem, uma criança desobediente é sempre uma criança que está a pedir ajuda. Por isso, perante a desobediência, é essencial responder com amor e com firmeza, se mesmo assim ela persistir, é essencial pedir ajuda.



56 visualizações0 comentário

Comentários


> Marque a sua consulta 

bottom of page