top of page

5 estratégias para comunicar com um adolescente!

A adolescência é uma fase tipicamente conturbada em que, de repente, um adolescente precisa de lidar com um corpo em crescimento acelerado e com um mundo interno a borbulhar de emoções de uma forma bastante intensa. No meio de tudo isto, um adolescente sente-se muitas vezes sozinho, acaba por evitar a relação e fechar-se na comunicação com os adultos.


É essencial que saibamos como lidar com um adolescente, mantendo a relação e estabelecendo uma comunicação saudável, para isso, devemos começar por:


1 - Não colocar demasiadas questões - muitas vezes, na ânsia de colocarmos um adolescente a expressar-se e a confiar-nos o seu mundo interno, colocamos muitas questões que se acumulam sucessivamente. Aquilo que acontece é que, enquanto colocamos essas questões, fazemos com que um adolescente se sinta cada vez mais incompreendido e com menos respostas para nos dar. Até porque perante as questões de um adulto, muitas vezes, um adolescente não tem verdadeiramente respostas para lhe dar. Por isso, em vez de perguntar em excesso, opte por disponibilizar-se para ouvir e apenas facilitar o desenvolvimento da conversa aceitando o que o adolescente lhe está a transmitir. Por exemplo, em vez de questionarmos logo uma atitude menos positiva com “porque é que agiste assim?”, podemos optar por compreender e abrir espaço com um “imagino que não te tenhas conseguido controlar, se partilhares comigo o que aconteceu, podemos pensar juntos”.



2 - Estabelecer uma ponte de cumplicidade - os adolescentes gostam de se sentir compreendidos e de sentir que existe sintonia entre o que eles estão a vivenciar e o adulto. Por isso, procure estabelecer uma ponte de cumplicidade, falando-lhe sobre si, sobre as suas vivências, as suas emoções e até sobre as suas memórias da adolescência. Nesta partilha, haverá mais espaço para que o adolescente se sinta livre para falar sobre si próprio.



3 - Nunca desvalorizar uma partilha ou emoção - quando um adolescente abertamente partilha um acontecimento ou um sentimento é essencial que o ouçamos, sem desvalorizar. Mesmo que para o adulto pareça uma situação mínima e sem impacto efetivo na vida do adolescente, se ele está a abordar o assunto é porque para ele é efetivamente importante. Recorde-se que quando um adolescente sente que o que partilha é desvalorizado, opta por começar a guardar para dentro.



4 - Valorizar as suas conquistas - Sempre que um adolescente alcança um bom resultado na escola, no desporto ou na vida social, por exemplo, devemos valorizar essa conquista. Quando o fazemos damos-lhe atenção pelas coisas boas e mostramos-lhe que estamos sintonizados com ele de forma constante o que, seguramente, o deixará mais disponível para a relação com o adulto.


5 - Respeitar o seu espaço físico e emocional - a adolescência implica descoberta interna e externa e, neste processo, há diversas fases em que um adolescente precisa de se resguardar. Nessas fases, é importante mostrarmos que somos capazes de respeitar o espaço que ele precisa, ainda que também seja importante mostrarmos-lhe que, seja o que for, que possa estar a sentir e vivenciar estamos sempre disponíveis para ele.



Se nos mantivermos alinhados com tudo isto, naturalmente um adolescente vai deixar de sentir um grande fosso entre ele e o adulto, o que fará com que a comunicação flua de forma cada vez mais natural e aberta, sem os condicionamentos habituais da comunicação entre adultos e adolescentes.




37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

> Marque a sua consulta 

bottom of page