Qual é o significado de família?

Teimamos em acreditar que na família existe amor, só porque é família, que na família existe compreensão e empatia, só porque se é família. E, à custa disso, muitas vezes deixamos a família aquém de todo o investimento que ela merece e de tudo aquilo que uma família precisa.

É verdade que ser família é um passo significativo para que exista movimentos de amor, de bondade e de gratidão. Mas, também é verdade que se não fizermos por isso, com o correr dos dias e os momentos menos bons de cada elemento de uma família, rapidamente uma família se pode tornar apenas funcional e perder o seu lado mais bonito de colo e de suporte, que transporta cada um de nós para a sensação de “casa” e para o sentimento de se sermos “habitados por dentro”.


As famílias são um lugar de desafios, em que é preciso conjugar todos num só e conciliar ritmos, abrindo espaço para que cada um possa continuar a ser ele próprio, sem medos e sem receios.

Mas, o maior desafio de ser família, é aceitar que - por muito que não queiramos - uma família nunca está à margem do conflito e do atrito.

Todos sabemos que não há crescimento e transformação sem alguma dor, mas no que toca à família, esperamos que o crescimento se dê com a dor reduzida à mínima e, por isso mesmo, muito vezes, ficamos aquém de ser família, porque não nos permitimos à dor e ao conflito. E sempre que uma família não se permite ao conflito, não se transforma e torna-se cada vez mais funcional, cumprindo os desafio mínimos, mas não se tornando uma “casa” por dentro de cada um.

Uma família saudável, permite-se à discórdia, permite-se a opiniões diferentes, permite-se a falhar, para daí ser capaz de chegar ao amor de forma plena e ao ser família em todos os seus sentidos. Assim, se em cada desafio uma família aceitar olhá-lo de frente e enfrentá-lo, tem sempre espaço para ser cada vez mais família e cada vez mais “casa”.

Com isto, não nos devemos esquecer que apesar de aceitarmos o conflito, devemos sempre lembrarmo-nos que as pessoas mais importantes para nós são aquelas a quem exigimos mais, e que são as pessoas mais importantes para nós que mais nos magoam, porque a nossa expectativa é tão maior, quanto mais importante for a relação. Assim, é importante colocarmos limites nos conflitos e nunca uma família deve permitir um conflito com violência que magoe e que deixe cicatrizes. Esses conflitos emersos em violência, não nos fazem crescer como família, fazem-nos criar nódulos que cada vez nos afastam mais uns dos outros.

Por isso, em comemoração do dia internacional da família, é importante não nos esquecermos que para que uma família se torne verdadeiramente uma família tem de existir dedicação, comunicação e movimentos abertos e claros de afeto, de bondade e espaço para opiniões diferentes, para falhas e para conflitos. Tendo sempre presente que de uma relação importante e especial - como é uma relação de uma família - exigimos sempre mais e esperamos que atrás de um conflito, exista um “gosto muito de ti”, para conseguirmos sempre regressar ao nosso sentimento de “casa habitada por dentro”.

#escoladosentir

2 visualizações0 comentário

Siga-nos em:

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2021 by Escola do Sentir

913054178

Rua Abel Botelho 8A - Lisboa