top of page

O seu filho consegue lidar com os imprevistos?

É comum depararmo-nos com crianças que parecem ser incapazes de reagir ao imprevisto e de se desenrascar sozinhas e que acabam por ficar demasiado dependentes dos adultos à sua volta, seja os pais em casa, a educadora na escola, ou o treinador nas atividades. Este cenário não é de todo desejável e condiciona o desenvolvimento e a aquisição de várias competências das crianças. 


A verdade é que as crianças precisam que os pais, e os adultos à sua volta, promovam a sua autonomia e a sua capacidade para reagir perante os imprevistos e os desafios do dia a dia. Assim, para ajudar o seu filho a desenvolver estas capacidades, deve começar por: 


1 - Promover a autonomia de forma gradual - à medida que a criança cresce é muito importante que os pais abram espaço à sua autonomia, começando por permitir que a criança realize algumas tarefas sozinha, permitindo que comece a cuidar de si própria em áreas mais simples, como por exemplo, lavar os seus dentes. À medida que a criança cresce, a autonomia cresce com a criança e deve estender-se às várias áreas da vida da criança. 


2 - Atribuir responsabilidades - uma criança que assume algumas responsabilidades, será sempre uma criança mais segura de si e, por isso, mesmo que se sente mais capaz quando chega a altura de se desenrascar perante um imprevisto. Por isso, a criança deve ter pequenas responsabilidades, como por exemplo, arrumar os seus brinquedos. As responsabilidades devem adaptar-se à idade e capacidade de cada criança. 


3 - Permitir que seja a criança resolver os seus problemas - quando surge um problema, em vez de socorrer no imediato, deve dar tempo à criança para perceber o que aconteceu e pensar numa solução para esse problema de forma autónoma. Se a criança não o conseguir fazer, é importante ajudá-la a pensar, colocar-lhe questões e hipóteses, até que ela própria consiga encontrar uma solução para o problema que surgiu. 


4 - Não realizar as tarefas pela criança - muitas vezes, na ânsia de ajudar a criança ou de aumentar a sua rapidez, os pais tendem a realizar as tarefas pela criança. É muito importante que exista autocontrolo da parte dos pais, para que permitam à criança o espaço e o tempo de que precisam para realizar as suas próprias tarefas. Se os pais, permanentemente, apertarem os botões da roupa dos filhos, será difícil que mais tarde no desporto se desenrasquem sozinhos no balneário, por exemplo.


Uma criança precisa sempre de sentir que é capaz, e de sentir que os adultos importantes para ela confiam nas suas capacidades. Se quer que o seu filho seja capaz de reagir perante os imprevistos, comece sempre por confiar nele e mostrar-lhe de forma clara que confia nele. 


Lembre-se ainda que desenvolver na criança as competências necessárias para se desenrascar sozinha, garante que a criança se torna capaz de agir em segurança sempre que está na ausência dos pais. Cenário este que descansa o coração dos pais e atribui uma maior robustez ao crescimento saudável de uma criança. 




30 visualizações0 comentário

Comments


> Marque a sua consulta 

bottom of page