Férias em família. 5 estratégias para sobreviver!

Chegar ao mês de Julho para grande parte das famílias é - aparentemente - uma lufada de ar fresco, sinal de férias, de fim de preocupações com a escola, de abrandamento do trabalho, de tempo de descansar e desligar.


No entanto, ao mesmo tempo que se sente as férias como um bom sinal e com um bom período, para muitas famílias, toda a logística associada às férias com crianças e a 24 horas por dia todos juntos, torna-se difícil de gerir e promotor de conflitos e explosões familiares, seja com as crianças, seja entre o casal.


Por isso, para que o período de férias possa ser vivido com o máximo de tranquilidade, com harmonia, bem-estar e diversão é essencial, que as famílias se alinhem com algumas estratégias essenciais. São elas:


  • Criar espaço para expressar as necessidades - quando estamos muito tempo seguido com a família, naturalmente, há mais espaço ao conflito. Por isso, antes dos conflitos surgirem, é essencial que sejamos ativos a partilhar com os outros as nossas necessidades e a ouvir as necessidades dos outros. Só assim, os elementos da família têm as diretrizes de tudo aquilo que é importante para cada um, de forma a que se consigam respeitar as necessidades individuais.


  • Promover o respeito pelo tempo de cada elemento da família - em tempo de férias, apesar de queremos aproveitar a família de todas as formas, é essencial que não nos esqueçamos do espaço e tempo que cada um precisa para si próprio de forma individual. Por isso, cada elemento da família, deve poder usufruir de tempo a sós, sem haver a necessidade constante de estarem juntos e presentes em todas as atividades.


  • Manter as regras e as rotinas das crianças - as regras e as rotinas dão às crianças a estrutura, tranquilidade e segurança de que precisam no seu dia a dia. Em tempo de férias, mesmo que haja mais liberdade, devem ser mantidas as regras base do funcionamento da família e devem ser mantidas 2 a 3 rotinas habituais que permitam às crianças alinhar-se e estruturar-se.


  • Tomar decisões em família - chegada à hora de fazer planos é essencial que toda a família esteja envolvida, mesmo as crianças devem sentir que estão a ser ouvidas. Quando todos os elementos da família colaboram nas decisões, todos se comprometem com as escolhas feitas e há, por isso, maior tendência para que todos se responsabilizem e se alinhem para que corra da melhor forma.


  • Aceitar os conflitos - inevitavelmente, tal como no dia a dia, as discórdias, conflitos ou birras das crianças vão surgir. Em tempo de férias, é essencial que possamos aceitar os conflitos, olhá-los de frente e tentar geri-los. Quando surgem os conflitos, é preciso sabedoria para não fugir deles ao mesmo tempo que não lhes damos destaque de forma a torná-los capazes de estragar umas férias.


Se todos os elementos da família estiverem sintonizados, se a comunicação for ativa e atenta, há seguramente espaço para que as férias em família possam ser vividas de forma positiva, possam representar momentos de união familiar e de energias renovadas, de forma feliz e autêntica.



#escoladosentir





9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo