O meu filho não quer ir à escola! E agora?

A escola deve ser um lugar em que as crianças se sentem seguras, tranquilas e com muito espaço para aprender e crescer. Mas, nem sempre é assim e - por diversos motivos - há alturas em que as crianças rejeitam ir à escola.


Por vezes essa rejeição dá-se de forma aberta e manifesta através de birras para não ir à escola, outras vezes dá-se de forma mais elaborada e vem mascarada de dores de cabeça ou dores de barriga, por exemplo. A verdade é que quando isto acontece, por norma, os pais ficam muito aflitos e sem grandes estratégias para lidar com a situação.


Independentemente dos motivos que levem a criança a não querer ir à escola há algumas estratégias essenciais que os pais devem adoptar, assim comece por:


  • Conversar com a criança e mostrar-se disponível para ouvir tudo aquilo que a incomoda - a criança precisa de sentir que os pais compreendem aquilo que ela está a vivenciar, para isso, é essencial ouvir a criança de forma plena, sem julgar nenhum dos seus sentimentos. Enquanto conversa com a criança procure identificar os fatores que estão a contribuir para não querer ir à escola. Por exemplo, necessidade de atenção por parte dos pais, dificuldades de aprendizagem, dificuldades na relação com os amigos ou com os professores.


  • Desconstrua os fatores identificados - mostre à criança que sabe que está a ser difícil e, em conjunto com a criança, comece por analisar cada dificuldade que ela está a sentir na escola ou em casa que a impede de querer ir à escola. Recorde-se que sempre que conseguimos falar das nossas dificuldades de forma aberta, elas tornam-se automaticamente menos impactantes no nosso dia a dia.


  • Mostre à criança o lado bom da escola - é comum quando estamos em dificuldades focarmo-nos apenas nelas e automaticamente bloquearmos tudo aquilo que de bom e positivo existe à nossa volta. Por isso, retire algum tempo para redirecionar o foco da criança para as coisas positivas e boas da escola, como alguns dos seus amigos, algum desporto que faça ou alguns períodos de brincadeira e aprendizagem que tragam retorno positivo à criança.


  • Defina, em conjunto com a criança, estratégias para resolver as dificuldades - a maioria das vezes as crianças têm dentro delas possíveis soluções para os seus problemas. Por isso, comece por perguntar à criança como podem resolver o problema e permita-lhe, com a sua ajuda, encontrar soluções práticas para combater a dificuldade em ir à escola.


A grande maioria das vezes as dificuldades em ir à escola são facilmente ultrapassáveis se nos disponibilizarmos a ouvir os verdadeiros motivos que a fazem rejeitar a escola. Se ajudarmos a criança a libertar-se das dificuldades - passo a passo - pode voltar a sentir-se ligada à escola, tranquila e entusiasmada no ambiente escolar.


#escoladosentir




22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

> Marque a sua consulta