A inspiração como chave para a mudança de hábitos!

É comum pensarmos que queremos mudar os nossos hábitos, as nossas rotinas ou o nosso estilo de vida, mas também é comum fazermos muito pouco para mudar de forma efetiva. É como se a vontade de mudar estivesse apenas na nossa cabeça, mas o nosso corpo fosse incapaz de agir e produzir a mudança necessária. E, assim, mesmo que nos esforcemos num primeiro momento, rapidamente, voltamos aos hábitos antigos e deixamos as mudanças e a vontade de mudar cair por terra.


Aquilo que muitas vezes nos falta quando queremos um novo hábito ou uma nova forma de estar na vida é a capacidade de nos mantermos firmes ao longo do processo de mudança e de nos mantermos alinhados com o objetivo. Isto acontece porque temos por hábito fazer do processo de mudança uma caminhada dolorosa e difícil e acabamos por não usufruir dela e, assim, desistir rapidamente do processo. O exemplo mais fácil de tudo isto, é quando pensamos em fazer dieta, por exemplo, quantas não são as pessoas que iniciam uma dieta vezes sem conta e nunca a levam até ao fim? A verdade é que olhamos para o processo de fazer dieta como doloroso, limitador e difícil, por isso, rapidamente o abandonamos. E tal como com a dieta, isto acontece com outros hábitos e objetivos que queremos alcançar.


E, muitas vezes, é só quando vemos alguém que nos inspira que conseguiu atingir o objetivo, que nos conseguimos manter focados no nosso próprio objetivo, usufruindo do caminho para o atingir. Isto é, quando temos em alguém uma figura de inspiração, é mais fácil mudar a perspetiva e olhar, por exemplo, para a dieta, como um novo estilo de vida que te dá energia e revigora, e não como limitador e como escassez.


Ao nível da mudança de hábitos, a inspiração assume no nosso dia a dia um papel crucial, ao vermos que, por exemplo, alguém com obesidade conseguiu fazer todo o percursos de perda de peso e, agora, tem um estilo de vida saudável, isso dá-nos a garra de que precisamos para acreditar que também somos capazes de alcançar os objetivos.


Isto acontece porque somos seres altamente sociais, gostamos de contato e de relação e procuramos em líderes e em figuras de referência a inspiração de que precisamos para avançar e para trilhar o nosso caminho. Por isso, sempre que os objetivos se tornam mais difíceis de atingir e as mudanças de hábitos lentas e dolorosas, procure nas pessoas perto de si a inspiração de que precisa para se manter alinhado e focado com tudo aquilo que quer alcançar.



#escoladosentir

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo