É essencial preparar os filhos para a juventude!

Nem sempre a adolescência e a juventude são fases simples, quando uma criança cresce é obrigada a confrontar-se com transformações no seu corpo, é desafiada a relacionar-se cada vez mais com os pares, tem necessidade de resolver problemas e reagir com flexibilidade mental aos imprevistos e às necessidades do dia a dia.


E a verdade é que muitas vezes os pais com todo o amor do mundo, nem sempre conseguem preparar as crianças para o seu futuro e para o seu crescimento. E este é um dos maiores desafios dos pais, isto é, serem capazes de preparar as crianças para a juventude e para a vida adulta.


Todos sabemos que enquanto os filhos são pequeninos é mais fácil protegê-los, mantê-los seguros. E, à custa da grande vontade dos pais de manter os filhos sempre muito protegidos, às vezes, torna-se difícil autonomizar as crianças e prepará-las para o futuro de uma forma eficiente.


Assim, é essencial que os pais protejam as crianças, mas ao mesmo tempo, sejam capazes de as colocar a agir e a resolver as suas situações autonomamente à medida que vão crescendo. Esta autonomização, começa com as coisas mais simples, como a criança ajudar nas tarefas domésticas, ser responsável pela sua própria higiene, pelos seus trabalhos escolares, ou até pela preparação das suas próprias malas quando chega a hora de ir de férias.


Apesar de parecer uma missão difícil autonomizar as crianças, quanto mais cedo essa tarefa entra no dia a dia das famílias - claro que à medida do desenvolvimento de cada criança - mais facilmente a criança se adapta e mais bem-estar traz à família.


Para além disso - mas não menos importante - quando uma família consegue esta autonomização, liberta os pais de algumas tarefas e, principalmente, evita o atrito diário entre pais e filhos com questões rotineiras do dia a dia, deixando tempo à família, para aquilo que é realmente importante, dedicar tempo à relação familiar e à ligação.


Assim, na viagem da parentalidade, é inquestionável que um dos principais desafios é os pais serem capazes de preparar os filhos para viverem sem a sua presença e proteção constante, dando-lhes mecanismos de resolução de problemas, de reação ao imprevisto e de autonomização. Para que, desta forma, consigam crescer e quer na juventude quer na vida adulta sejam capazes de caminhar de forma fluida e livre, sem que se sintam permanentemente em falha ou estado de tensão.


#escoladosentir


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo